A façanha indesejada de Cristiano Ronaldo antes da partida entre Portugal e Gana na Copa do Mundo da FIFA

O que Cristiano Ronaldo tem em comum com Craig Moore, ex-zagueiro do Socceroos, e Simon Elliott, ex-jogador da seleção neozelandesa?

Por enquanto, não muito. Mas quando a superestrela entrar em campo por Portugal contra Gana na manhã de sexta-feira (AEDT), os três compartilharão uma conquista única na Copa do Mundo.

Ele se tornará o primeiro jogador desde Moore e Elliott em 2010 a jogar uma partida da Copa do Mundo sem ter um clube.

Ronaldo é o único jogador de 831 que compete no Catar sem clube.

O atacante se separou do Manchester United, clube da Premier League, na terça-feira, por consentimento mútuo, e está em busca de um novo clube.

Ronaldo, 37, falou em uma entrevista polêmica na semana passada, onde atacou o técnico Erik ten Hag e o próprio clube, levando à sua eventual saída.

O impacto dessa busca por um novo clube em seu desempenho em campo será revelado em algumas horas.

Mas o técnico de Portugal, Fernando Santos, afirmou que a amarga separação de Ronaldo com o Manchester United não foi discutida pelos jogadores, até onde ele sabe.

“Durante o tempo que passamos juntos em campo, todas as vezes que estamos juntos, jogando e treinando, a conversa não aconteceu em nenhum momento, nem dele (Ronaldo)”, afirmou, em entrevista coletiva.

“Se eles falam sobre isso sozinhos em seu quarto, não posso dizer. Os jogadores estão absolutamente focados, com grande espírito, convictos do que têm de fazer, dos seus objetivos e realistas dos desafios que têm pela frente.

A estrela também foi banida por duas partidas da Premier League inglesa e multada em £ 50.000 por derrubar um celular da mão de um torcedor adolescente.

Ronaldo se envolveu em uma briga com um garoto de 14 anos após a derrota dos Red Devils por 1 x 0 para o Everton na Premier League em Goodison Park em 9 de abril.

Claro, essa proibição é irrelevante se Ronaldo não conseguir encontrar outro time na Inglaterra, mas é outra distração que ele precisa para sua última Copa do Mundo.

Seus companheiros dizem que os dramas fora de campo com Ronaldo não têm impacto na seleção do Catar.

O meio-campista português Bruno Fernandes – que jogou com Ronaldo no Manchester United – disse que era um “sonho” jogar com ele no United, mas “nada dura para sempre”.

“É a carreira dele e temos que respeitar tais decisões, todas as decisões devem ser respeitadas, quer você concorde ou não”, disse ele antes do jogo contra Gana.

“Como jogadores, mas também como pais, irmãos, sabemos que pode ser difícil tomar certas decisões, mas essas decisões devem ser para o nosso bem-estar e o de nossas famílias.

O técnico de Gana, Otto Addo, acredita que Portugal não será afetado pela separação de Ronaldo do Manchester United.

“Não me importo, não é problema nosso e não acho que seja grande coisa”, disse Addo em entrevista coletiva na quarta-feira.

“Todo mundo quer vencer e estamos no nível da Copa do Mundo, não acho que isso possa incomodar ninguém.”

O capitão do Black Stars, Andre Ayew, concordou com seu técnico e disse que Portugal, vencedor da Euro 2016, seria o favorito para o confronto no Estádio 974, em Doha.

“Como disse o meu chefe, não é problema nosso o que acontece na seleção portuguesa, são grandes profissionais, jogam nas melhores seleções, estarão prontos para a Copa do Mundo”, disse Ayew, que joga no clube do Catar Al-Sadd.

“Portugal é o favorito no papel, temos que mostrar em campo, que no papel não é isso que vai acontecer em campo.”

Com AFP